Lula e Dilma sob investigação e na mira da Lava Jato

Lula-e-Dilma-rindoO procurador-geral da República, Rodrigo Janot, encaminhou ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedidos para investigar irregularidades nas campanhas presidenciais de 2006, 2010 e 2014, de acordo com fontes com acesso às investigações. A solicitação tem como base depoimentos do dono da UTC, Ricardo Pessoa, que relatou ter feito doações para o PT como parte do pagamento de propina por obras na Petrobrás. O período abrange as campanhas vencidas pelos petistas Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff.

A Procuradoria-Geral da República encaminhou ao gabinete do ministro Teori Zavascki, relator da operação Lava Jato no Supremo, os pedidos de apuração, que são mantidos como ocultos no sistema do Tribunal. Em um primeiro momento, o pedido de investigação recai sobre os coordenadores responsáveis pelas campanhas. O nome dos possíveis investigados, assim como o teor das peças e a delação do empreiteiro permanecem em sigilo na Corte. A informação já foi relatada pela mídia, porém nada foi feito até agora.

Ricardo Pessoa detalhou na delação premiada ter repassado R$ 3,6 milhões, entre 2010 e 2014, para o tesoureiro da primeira campanha de Dilma, José de Filippi, e o ex-tesoureiro nacional do PT, João Vaccari Neto. Ele também mencionou doações à campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de 2006. A revista Veja revelou trechos da delação, informou que Pessoa contou ter sido “persuadido” por Edinho Silva, ministro da Secretaria de Comunicação Social e tesoureiro do PT à época da campanha de Dilma, a “contribuir mais para o PT”.

Pessoa falou também  à Justiça Federal em Curitiba em outro processo sobre o envolvimento da Odebrecht no esquema. Na ocasião, seu primeiro depoimento público, afirmou que pagava propina para o PT para conseguir contratos na Petrobrás.  “Eu depositava oficialmente numa conta do Partido dos Trabalhadores.”

Em 2006, a campanha de Lula teve como coordenador o atual ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, e o assessor especial do Planalto, Marco Aurélio Garcia. Em 2010, o coordenador da campanha de Dilma era o ex-ministro Antonio Palocci. No ano passado, o coordenador foi o presidente do PT, Rui Falcão. Em nota ao Estado, o PT disse que “todas as doações que o PT recebeu foram realizadas estritamente dentro dos parâmetros legais e foram posteriormente declaradas à Justiça Eleitoral.”

Janot, no entanto, determinou o arquivamento de investigação por suspeitas de irregularidades na campanha eleitoral do ano passado da presidente Dilma Rousseff e foi fortemente criticado pelo ministro Gilmar Mendes por tal ato. O caso foi enviado a Janot pelo ministro Gilmar Mendes, relator das contas de campanha da petista no Tribunal Superior Eleitoral, com base em trecho da prestação de contas eleitoral apresentada no ano passado. O processo no TSE é distinto do encaminhado ao STF, que tem como fundamento a delação de Ricardo Pessoa e não a prestação de contas da campanha da presidente.

Janot também recebeu críticas ao descartar em março/2015 pedido de abertura de investigação contra a presidente Dilma pelo fato de o doleiro Alberto Youssef, um dos delatores da Lava Jato, ter afirmado que “o Planalto” sabia do esquema. Na ocasião, o procurador justificou que os fatos eram anteriores ao mandato da petista. Desde o final de agosto/2015, Janot já encaminhou ao Supremo material com base na delação de Pessoa, que inclui pedidos de investigação de mais políticos. Atualmente, 59 pessoas são investigadas por Janot no âmbito do STF e do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

As possíveis novas apurações serão tornadas públicas somente após o ministro Teori Zavascki retirar o sigilo sobre os depoimentos do empreiteiro. Além de novos investigados, a delação deve servir para reforçar apurações já em curso perante o STF. Entre os citados por Pessoa estão os ministros da Casa Civil, Aloizio Mercadante, e da Comunicação Social, Edinho Silva, e o senador Aloisio Nunes (PSDB-SP), candidato a vice de Aécio Neves, que negam envolvimento com o esquema de corrupção na Petrobrás.

Apesar disso tudo, com certeza, ambos, Lula e Dilma serão indiciados. A justiça prevalecerá.

Faça as coisas acontecerem

René-DescartesDesejo melhorar seu dia.

Para isso falarei sobre como você pode despertar o poder de seu subconsciente em seu favor.

Parece fácil e primário. Sei disso. Esta fórmula é tão poderosa, quanto simples. Acontece que você subestima, ou ignora o assunto por achar simples demais. Mas, posso lhe garantir, ela é poderosa.

Não é mágica ou balela. Mesmo lhe parecendo simples (ou até mesmo idiota, com já ouvi de alguém muito próximo), os resultados aparecem. Dê um tempo e verá acontecer.

No entanto, antes de entrar no assunto preciso descrever dois tipos de pessoas com quem venho  encontrando ao longo desta vida. Quando lhe descrever, você também vai lembrar de muitas, encontradas pelo seu caminho.

Pessoas que fazem perguntas como:

 “Por que é que as coisas acontecem dessa forma?”

Muitas continuarão a se perguntar isso ao longo da vida.

Suas mentes ficam ancoradas num  ponto, como um pião rodando em círculos.

Outro tipo…

Aqueles que continuadamente se fazem perguntas:

“Como faço para resolver aquele negócio, ou aquele problema e alcançar sucesso?”

E elas, depois de um ano ou talvez até alguns meses já conseguiram o que haviam pedido!

E agora eles estão pedindo por coisas maiores e melhores.

O que você pensa disto? Será uma coincidência??

Ou talvez a forma como você faz perguntas tenha um enorme impacto na sua vida?

A pergunta errada pode deixar as pessoas paralisadas, enquanto que as perguntas certas lhes impulsionam a níveis cada vez mais altos de sucesso e completude.

Perguntar “por que” é ótimo, se você quiser ser um filósofo.

É ótimo ser um filósofo, se a sua meta for de fato esta.

Mas se você quer que resultados. Se desejar ver seu desejo acontecer, você precisa de uma pergunta diferente.

Para realizar  mudanças reais na sua vida, para alcançar “milagres” e para manifestar o seu desejo, a maneira certa de perguntar é perguntar “Como”?

Não “Por que que as coisas são como são?”, mas “Como que eu posso mudar as coisas para melhor?”

Simples, não?

Você pode começar pequeno, “Como que eu posso mudar aquele pequeno mal hábito na minha vida?”

Conforme você for entendendo a maneira cera de pensar, inicie com as grandes questões..

Você se recorda dos dois tipos de pessoa citadas anteriormente? Dentro de todos nós existe esses dois tipos de pessoas.

Quando estamos frustrados e depressivos, quando jogamos a toalha, é aí que pululam os “porquês” dentro de nossa mente. Um sábio denominado Sai Baba, que encarnou neste planeta sempre dizia: “A mente pode ser comparada ao álamo. As folhas do álamo estão sempre balançando, haja vento ou não. Do mesmo modo, a mente é sempre inconstante e oscilante. Um outro exemplo é o macaco, que perambula aqui e acolá; o próprio retrato da oscilação e da inconstância. Mas, com treinamento, ele pode ser controlado. Da mesma maneira, a mente, que também é forte e instável, pode ser controlada pelo desapego e prática constante.”

Quando ele dizia desapego, estava falando de não ficar repisando este pensamento dentro de sua mente, como se a repetição fosse dar força ao seu desejo. Na verdade você deve agir em direção a ele e não ficar pensando, pensando. Porque assim você estará se ancorando naquilo.

Você já reparou que quando alguém fica frustrado com outra pessoa, a primeira pergunta que surge inconscientemente é “Por que é que você é assim?” ou “Por que você está agindo assim?”

Quando estamos prontos para operar mudanças e manifestar grandes coisas, nós começamos a nos perguntar “Como”.

As perguntas “Como” freiam o ciclo vicioso de pensamentos negativos. Desta forma, imediatamente a sua mente escolhe um novo caminho…

Um caminho que leva a soluções.

Entendo que algumas pessoas podem duvidar deste método, porque ele é simples demais. Mas o seu poder está justamente na sua simplicidade.

Então durante o dia, quando você estiver pensando em alguma coisa, experimente modificar qualquer pensamento para uma pergunta “Como”…

Você ficará surpreso com os resultados depois de um tempo.

Agora, quanto tempo vai demorar para você encontrar as respostas?

Ou como você pode acelerar as respostas às suas perguntas? Falarei sobre isso no próximo post.

#façaascoisasacontecerem

Microsoft lança antologia de contos de ficção científica baseados em seus projetos futuros

MicrosoftA Microsoft revelou mais informações sobre um de seus mais interessantes projetos, chamado de “Future Visions: Original Science Fiction Stories Inspired by Microsoft” (Visões para o Futuro: histórias de ficção científica inspiradas pela Microsoft). É uma antologia de contos escritos por autores de ficção científica, cuja diferença é que eles se baseiam em tecnologia em desenvolvimento atualmente pela empresa, ou pelo menos aproximações disso.

Essas histórias exploram algumas das maiores previsões da ciência contemporânea, como a computação quântica, tradução em tempo real, aprendizagem das máquinas, e muito mais. Os autores contribuintes foram inspirados através de um acesso privilegiado as pesquisas de ponta mantidas pela Microsoft, incluindo visitas presenciais aos laboratórios da empresa para criar novas obras que predizem o futuro próximo da tecnologia e examinar a sua complexa relação com o desenvolvimento humano.

Vários autores consagrados serão responsáveis pela coletâna, nomes como Elizabeth Bear, Greg Bear, David Brin, Nancy Kress, Ann Leckie, Jack McDevitt, Seanan McGuire, Robert J. Sawyer e outros. A coleção inclui também uma graphic novel (ou quadrinho de luxo) por Blue Delliquanti e Michele Rosenthal, com ilustrações originais por Joey Camacho. Ele estará disponível para a venda no dia 17 de novembro em todos os principais sites de e-books do mundo.