Estrela que pode ser diamante foi descoberta no Universo

estrela-de-diamanteEstrelas são formadas por carbono e oxigênio, assim sua temperatura é extremamente fria . Os astrônomos acreditam que o carbono foi cristalizado, formando um diamante gigante do tamanho do planeta Terra.

Os cientistas e astrônomos ficaram animados com a descoberta dessa estrela de diamante  Um artigo sobre a descoberta foi publicado na revista Astrophysical Journal.

É a estrela do tipo  estrela anã branca mais fria e com o brilho mais fraco já identificada. Esse tipo de estrela costuma ter o tamanho da Terra e está em seu estágio final. Quando ocorre esse resfriamento intenso caracteriza-se a proximidade da morte. Desta forma, elas esfriam e desaparecem, em um processo que pode demorar bilhões de anos.

Essa estrela está no sistema binário PSR J2222-0137 composto por ela e por um pulsar, ou seja, uma estrela de nêutrons extremamente densa que gira em altíssima velocidade.

Os astrônomos descobriram esse diamante gigante a partir de observações feitas em instrumentos do Observatório Nacional de Radioastronomia (NRAO) e em outros observatórios.

Primeiro, eles identificaram um pulsar. Ele girava 30 vezes por segundo e estava gravitacionalmente ligado a um segundo corpo celeste, a anã branca. Cálculos determinaram a distância do sistema em relação ao planeta Terra, que é de 900 anos-luz.

Os cálculos dos cientistas também indicam que o pulsar tem uma massa 1,2 vez maior que a do Sol.

Já a estrela de diamante tem uma massa 1,05 vez maior do que a do Sol, condensada em um diâmetro parecido com o da Terra.  Conforme os pesquisadores, outras estrelas desse tipo já foram identificadas no Universo .Mas sua detecção é extremamente rara, pois elas têm um brilho muito fraco.

Por serem comuns, resta a esperança de que uma dessas estrelas seja encontrada mais perto da Terra para se precisar se são feitas de diamante efetivamente.